Você pode estar vivendo um relacionamento abusivo e não sabe.

O(a) abusador(a) apresenta características semelhantes e gera várias dificuldades emocionais a quem está sendo abusado(a), como baixa autoestima, crise de identidade e ideação suicida.

Aqui vão algumas dicas para identificar um comportamento abusivo.

–  O(a) abusador(a) se mostra extremamente sedutor, quer sempre agradar, enche o abusado de presentes e faz questão de mostrar aos outros o que faz. O(a) abusado(a) tem até um pensamento de que aquela conduta é exagerada, mas acaba cedendo aos encantos do parceiro(a).

– Ele é carinhoso, dedicado e cuidador, envolve o abusado de modo que este largue todos os seus outros relacionamentos em função de estar cem por cento envolvido(a) naquela relação,  de modo a retirar a rede de apoio da vítima.

– O abusador faz planos em tempo recorde. Planeja casamento, filhos, partilhar patrimônios, etc. Isso causa estranheza em todos, menos no(a) apaixonado(a).

– Ele é moralista, apresenta-se como perfeito, julgando os outros, mas em algum momento sempre deixa escapar suas falhas. É perverso e apresenta comportamentos contraditórios. Em alguns momentos faz coisas boas e em outros age de modo ruim, gerando insegurança e instabilidade na vítima.

– O abusador busca provocar raiva no(a) companheiro(a) de modo a se mostrar o equilibrado da relação, e se faz de vítima para gerar sentimento de culpa no outro e desestabilizá-lo. Projeta sentimentos e comportamentos, como dizer que o outro mente, é promíscuo, etc, quando na verdade esta conduta é sua. Sempre usa de bullying com sua vítima, podendo usar de estratégias físicas ou emocionais, para gerar vergonha na sua vítima, do modo mais cruel possível.

– Após um tempo de relacionamento começa a racionar as coisas que  são do agrado da vítima, como um simples bom dia ou um carinho, de modo que ela comece a implorar por tal comportamento. O narcisista trai com muita naturalidade devido seu comportamento perverso, bem como, assume todas as decisões que deveria ser comum ao casal, sem ao mesmo ter a aprovação do outro. Usa de chantagem para explorar o outro, e diz que nunca tem dinheiro para obter empréstimos, e que o outro pague as suas contas.

– Ameaças e punições por trás de um de uma aparência fragilizada, sempre usando de manipulação diante das outras pessoas para que lhe defendam e fiquem ao seu favor. O narcisista apronta e põe a culpa no outro. Interroga incessantemente a vítima quando a mesma quer ficar em silêncio e silencia por vários dias, sempre usando pequenas frases punitivas.

Após a vítima não servir mais aos seus propósitos narcísicos opta por sumir sem dar explicações.

É importante entender que comportamentos isolados não são sinais de relações abusivas

 

Psicóloga Thais Galvão
CRP: 06/62884

Um Comentário

  1. Avatar
    Antonia Trajano-Reply
    9 de julho de 2019 a 20:58

    Na minha ignorância, isso é doença e a vítima precisa de ajuda.

Deixe seu Comentário